Encontros de apresentação do Projeto Nessa Terra Tudo Dá!

A primeira parte do Projeto teve três focos: formação das educadoras para o trabalho com a temática da Agricultura Familiar; apresentação do Projeto para as comunidades, em palestras abertas; incentivo ao uso do material elaborado sobre Agricultura Familiar e ao trabalho com o tema nas turmas do MOVA. 

As apresentações ocorreram de 21.03.2012 a 03.04.2012 nas 10 comunidades rurais onde há turma do MOVA: Barreiro, Capão Grosso, São José da Serra, Mato do Tição, Mato Barreiro, Boa Vista, Capão Clemente, Joana, Curralinho e Capão do Berto. Foram organizadas pela coordenação, as educadoras e os educandos e contaram com lanches feitos pela agricultura familiar, sorteio de rapadurinha, roda de viola, entre outras atrações. Estiveram presentes nesses encontros 360 pessoas, de 20 comunidades.

A palestra se deu com uma conversa que teve como pano de fundo a história da agricultura familiar no Brasil. O objetivo disso foi permitir o entendimento de porque a atividade diminuiu ao longo dos anos no Brasil e por que hoje temos um contexto um pouco diferente, que permite seu fortalecimento. Nesse ponto, foi discutido o Censo Agropecuário da Agricultura Familiar, de 2006, e um vídeo com uma série de experiências recentes com mercados institucionais, informais e formais. Ao longo da conversa sobre a história do Brasil, foi-se fazendo um vínculo com a história da comunidade. Essa estratégia teve como base o conhecimento de que nas comunidades muitos se encontram desencorajados a continuar ou investir nas atividades da agricultura familiar. Dessa forma, a apresentação do projeto deveria ocorrer após possibilitar outra percepção em relação à agricultura familiar, bem mais esperançosa, e a identificação com esse conceito, provocando a valorização dos agricultores e agricultoras. 

video

A partir da reunião de formação e do diálogo com os trabalhos em desenvolvimento nas turmas do MOVA-Brasil, as educadoras foram incentivadas a trabalhar a temática da agricultura familiar junto aos educandos. Para tal, foi importante o acompanhamento feito pela coordenação e assessoria do presente Projeto em todas as reuniões de formação das educadoras, que ocorrem semanalmente, e não apenas naquelas em que  projeto seria discutido. A temática também teve repercussão em diálogo com a formação nacional do MOVA que este ano incluiu a questão ecológica e passou para as educadoras o vídeo “O veneno está da mesa” que integra a Campanha permanente contra os agrotóxicos e pela vida. Dentro dessa nova perspectiva do projeto MOVA-Brasil, a temática da agricultura familiar ganha importância enquanto proposta de trabalho, pois traz a perspectiva socioambiental para a compreensão das realidades locais. Outro ponto importante de articulação desse projeto com o MOVA-Brasil é o destaque para os trabalhos das turmas que demos durante os encontros, valorizando o trabalho das educadoras e educandos e dando visibilidade a ele perante a comunidade. Assim, algumas pessoas que não estão nas turmas têm se interessado mais em participar do MOVA. 

Até o momento foram trabalhados pelas educadoras nas turmas: atividades relacionando agricultura e alimentação (este último foi tema de trabalho no ano passado); porcentagens, mostrando o índice de contaminação por agrotóxicos em vários alimentos; ações dos agrotóxicos no organismo; doenças que antigamente eram raras e hoje ocorrem com frequência; distribuição de kit de sementes da Emater; incentivo ao plantio de horta; primeiro texto da apostila com o tema: o que é agricultura familiar; discussão do Censo da Agricultura Familiar de 2006. Os recursos utilizados foram: vídeo “O veneno está da mesa”; roda de conversa; debate; leitura de trechos da apostila com os educandos.

Blog da Amanu concorre ao prêmio do GREEN NATION FEST

Nosso blog está concorrendo ao prêmio na Competição de Cinema e Novas Mídias, uma disputa de obras sobre sustentabilidade do GREEN NATION FEST. 

Clique na figura para votar ou indicar:


Atendimento à saúde através de troca


Teve início no centro urbano de Jaboticatubas os atendimentos da terapeuta natural Inez Alvez em regime de troca com os educandos e educadoras do MOVA-Brasil. Essa ação faz parte do projeto Homeopatizando a vida em Jaboticatubas e foi possível através de uma parceria com a Dri Duarte - Beleza e bem-estar.



Abertas inscrições para o Grupo de Alimentos do Cerrado

Estamos recebendo inscrições de interessados em participar do Grupo de Alimentos do Cerrado.

O Grupo de Alimentos do Cerrado é um coletivo coordenado pela Amanu com os seguintes objetivos: (a) pesquisar as plantas do cerrado e seus usos alimentícios; (b) elaborar produtos a partir dessas plantas; (c) divulgar a culinária regional e os debates sobre o tema; (d) apoiar as atividades agroextrativistas de agricultores familiares. Foi criado
a partir da crença de que é preciso retomar alguns bons hábitos alimentares dos brasileiros, melhorando nossa saúde e despertando para uma forma de uso da natureza que contribua para sua preservação e para a preservação das culturas que a preservam.
 
Se você tem interesse em participar, nos envie a ficha de inscrição preenchida para associacaoamanu@gmail.com e aguarde o e-mail de confirmação. 

Contamos com você! Participe!